Cubo Branco, 2016
Museu do Louvre Pau Brazyl
Edifício Louvre,
São Paulo
Fotos: Renato Mangolin

lv_16_cubobranco_01.jpg
lv_16_cubobranco_02.jpg
lv_16_cubobranco_03.jpg
lv_16_noar_07.jpg
lv_16_cubobranco_05.jpg
lv_16_cubobranco_06.jpg
lv_16_cubobranco_07.jpg
lv_16_cubobranco_08.jpg

"Laura Vinci ocupa uma loja comercial no mezanino do Edifício Louvre. Através de sistemas automatizados, regulados previamente pela artista, a sala de vidro se enche e se esvazia de fumaça branca densa, preenchendo-a até o limite, quando começa a escapar do volume dado pelo imóvel. Nesse momento, a fumaça começa a refluir e esvazia a sala até que ela volte à sua condição inicial, criando um movimento lento e contínuo, que pode ser visto por aqueles que circulam pelos corredores, através dos vidros de ambos os lados da loja." (fragmento do texto curatorial)