Máquina do Mundo, 2005
V Bienal do Mercosul,
Porto Alegre
Fotos: Fabio Del Re
e Carlos Stein

lv_05_maquina-do-mundo_01.jpg
lv_05_maquina-do-mundo_02.jpg
lv_05_maquina-do-mundo_04.jpg
lv_05_maquina-do-mundo_06.jpg

Mostrei pela primeira vez a versão maior de Máquina do mundo na V Bienal do Mercosul, em Porto Alegre. Como a exposição aconteceu à beira do Rio Guaíba, no antigo cais do porto, achei que seria possível usar a areia do próprio rio. Naquelas condições, o “eterno retorno” de que tratava a obra era ainda mais evidente, pois a areia que nela circulava tinha vindo dali e para ali voltaria.